compartilhe

0

0

Nutrição

A importância do magnésio para a saúde da mulher

O nutriente exerce inúmeras funções no organismo feminino e ajuda a melhorar o rendimento na corrida

Juliana MesquitaPor
Juliana Mesquita

A importância do magnésio

Encontrado principalmente em vegetais verdes-escuros (espinafre, couve), castanhas e na linhaça, o magnésio é um grande aliado do corpo feminino. “O nutriente desempenha papel importante no alívio da dor e dos sintomas da Tensão Pré-Menstrual, reduzindo a inflamação que ocorre nesse período. Além disso, ajuda no combate à retenção de líquidos e pode aliviar os sintomas da menopausa”, lista Patrick Rocha, médico pesquisador da área da nutrição e presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas (INEODOC). Durante a gravidez, a importância do magnésio é ainda maior, pois atua no combate a câimbras e na redução da pressão arterial.

A importância do magnésio para o treino

O consumo adequado de magnésio acelera a recuperação muscular e garante outras vantagens importantes para quem corre. “A presença do cloreto de magnésio no organismo auxilia no balanço hidroeletrolítico intra e extracelular. Em outras palavras, o nutriente atua na prevenção de cãibras e de lesões, além de reduzir a fadiga”, garante Patrick.

MAIS
Entenda como o ciclo menstrual influencia o rendimento na corrida
Alivie cólicas menstruais com exercícios de pilates

Sinais de que você precisa de mais magnésio

Detectar a falta do nutriente no organismo não é uma tarefa fácil, pois os sintomas podem ser confundidos com outros problemas. Inicialmente, o corpo apresenta sinais como cãibras, dores no pé, espasmos, náuseas e vômitos. Depois, a pessoa pode apresentar perda de apetite, fadiga e fraqueza”, ressalta o médico.

No Brasil, não há estudos sobre o consumo de magnésio, mas pesquisas mostram que cerca de 80% da população dos EUA não ingere a quantidade recomendada do nutriente, que é de 500 mg a 1 g por dia. Abaixo, mostramos alguns alimentos ricos no nutriente*, para você incluir no cardápio e turbinar sua saúde.

  • Semente de linhaça – 347 mg
  • Castanha-do-pará – 365 mg
  • Castanha de caju – 237 mg
  • Amendoim – 101 mg
  • Espinafre – 82 mg
*Valores para uma porção de 100 g, segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO).

Harmonia entre as vitaminas

Para o magnésio desempenhar seu papel no organismo, é fundamental que haja equilíbrio no consumo de outros nutrientes. “Estudos comprovam que o consumo de vitamina D auxilia a absorção do mineral. Já o excesso ou a deficiência de cálcio e de potássio pode dificultar a absorção de magnésio”, alerta Patrick.