compartilhe

0

WRunners

Da obesidade à meia-maratona

Thais Mendonça perdeu 25 kg com dieta e corrida

RedaçãoPor
Redação

Eu comecei a treinar em 2016 por incentivo do meu marido, que já corria e me deu total apoio para iniciar. Como eu estava muito acima do peso, os treinos eram desafiadores para mim. Nem sempre eu conseguia correr o percurso inteiro e me sentia extremamente desmotivada ao ver as pessoas passarem por mim correndo como se fosse algo natural enquanto, para mim, 1 km era algo que exigia muito esforço físico.

Muitas vezes chorei durante os treinos, outras abandonei na metade e por diversas vezes pensei em desistir, mas no dia seguinte começava tudo de novo e seguia em frente. Após algum tempo de treino, participei da minha primeira prova de rua. Foram 5 km em 55 minutos. Embora o tempo não fosse considerado bom, me senti realizada em concluir. Depois disso, comecei a treinar com o desafio de diminuir o tempo a cada prova. A meta era chegar 5 km em 30 minutos.

Para 2017, tracei novas metas. Entre elas, um check-up foi o divisor de águas pra mim. Durante a consulta, o médio disse a seguinte frase: “Parabéns, Thais! Seus exames estão ótimos, só falta mesmo perder peso. Você pratica esportes? Segue uma dieta balanceada?”. Eu respondi que havia começado a correr, mas que não estava tão regular nos treinos e muito menos na dieta. O conselho do médico foi: “Tenha foco, porque com essa saúde e pesando menos, você vai longe!”.

Saí do consultório médico com a conversa martelando a minha mente e resolvi tomar uma atitude. Era Dezembro de 2016 e eu pesava 89 kg, obesidade grau 1.

Novo recomeço

Iniciei uma rotina de redução alimentar e treinos com o objetivo inicial de eliminar 10 kg e, até o final, 29 kg. Era uma meta muito desafiadora, mas encarei com todas as minhas foças. Para auxiliar no “diário da dieta”, montei uma conta no Instagram (@thattamendonca) para postar meus treinos, provas, alimentação e evolução. Sem perceber, toda essa rotina inicialmente “chata” foi se tornando mais leve e gostosa ao passo que eu alcançava cada pequena meta.

Conquistei os tão sonhados 5 km em 30 minutos e me desafiei nos 10 km. Inicialmente, fazia em 1h18min. Então, coloquei uma meta de fazer em 1h. Quando consegui, o novo objetivo era concluir antes de 1h. Resultado? Cheguei! A partir dai coloquei como meta provas mais longas, 12 km, 15 km, 18 km.

A primeira meia-maratona

Para que o desafio de 2017 fosse completo, me inscrevi na W21K em Outubro/17. Ela seria minha a minha primeira meia-maratona e o objetivo era chegar na prova com 15 kg a menos.

MAIS
Planilha de 12 semanas para perder peso
Plano de treino para seus primeiros 5 km

No dia da corrida, lá estava eu com menos 15 kg e ansiosa pra saber se conseguiria concluir. Corri os 21 km sem parar, algo que parecia impossível. Na chegada, talvez a mais emocionante da minha vida até então, meu marido estava lá pra me receber gritando meu nome. Chorei como criança e conquistei a tão sonhada meia-maratona em 2h40.

SIM, EU ERA MEIO-MARATONISTA!!!

Evolução constante

Iniciei o ano de 2018 focada em fazer provas mais longas (baixando o tempo em todas), correr uma meia-maratona fora de São Paulo e continuar perdendo peso até chegar na minha meta final. Em junho participei da Meia-maratona Internacional do Rio de Janeiro e concluí a prova em 2h17min e com 25 kg a menos. Uma vitória sem tamanho para mim!

Após a meia do RJ, coloquei a SP City Marathon como a minha próxima prova para bater o meu recorde nos 21 km. Foi nela que consegui fazer o meu melhor tempo de meia até então: 2h04min. Sem duvidas, teve muito choro e comemoração pós-prova.

Para 2019 as metas já estão traçadas: manter o peso com alimentação saudável, correr e manter 21 km em sub-2h e disputar a minha primeira maratona. Além disso, quero investir na natação, pois tenho uma meta de competir como triatleta e, no futuro, quem sabe, completar um IronMan. Isso é o que eu chamo de ser movida a desafios, não é mesmo? Rsrs…

Thais Mendonça, 32 anos, é de São Paulo (SP)