compartilhe

0

0

WRunners

Maratonista de um dia para o outro!

Isabella estava preparada para correr 21K, mas, como a prova foi cancelada, ela dobrou seu desafio e realizou um grande sonho

Letícia OrciuoloPor
Letícia Orciuolo

Maratonista de um dia para o outro

Imagine treinar durante meses para uma prova de 21 km, estar com tudo pronto para correr e, na véspera, descobrir que a competição não seria realizada. Pois foi exatamente isso que aconteceu com Isabella Comprido, 22 anos – e com muitos outros atletas que iriam participar da Meia Maratona da Disney 2017. O evento, que estava programado para acontecer em janeiro, foi cancelado por causa do mau tempo. Na hora que recebeu a notícia, a decepção de Isabella foi grande. Porém, em vez de ficar se lamentando, ela decidiu encarar um dos maiores desafios de sua vida: correr a maratona. Conheça melhor a história de Isabella e saiba como ela alcançou essa grande conquista.

Menos 10 kg com ajuda da corrida
Quando criança, Isabella tinha uma alimentação baseada em muitos doces, nenhuma salada ou legume e uma rotina sedentária. Aos 17 anos, incentivada pelo pai – que era corredor e inspirou toda sua família a treinar –, ela resolveu adotar hábitos mais saudáveis. “Foi uma mudança bem gradativa, porque no começo eu não fazia dieta direito e continuava comendo meus doces. Com o tempo, notei que precisava melhorar um pouquinho, depois mais um pouquinho e assim foi…”, conta.

Maratonista da noite para o dia

Apesar de não ter problema com sobrepeso, Isabella perdeu 10 kg e secou bastante gordura com dieta e a ajuda da corrida

Só que a vida regrada não durou muito tempo. Em janeiro de 2015, Isabella foi morar em Miami (EUA), para terminar a faculdade de comunicação. Como vivia sozinha, ela comia bastante fora de casa e acabou engordando. “Não era esse o estilo de vida que queria. Voltei a fazer exercícios e procurei uma nutricionista.” Ela criou uma nova consciência alimentar, passou a cozinhar seus próprios alimentos e os resultados começaram a aparecer. Isabella perdeu 10 kg e, apesar de não ter problema com sobrepeso, a mudança em seu corpo foi evidente. “Meu percentual de gordura era uns 32% e baixou para uns 20% ou menos”, estima.

A estreia na meia maratona
Durante o período em que Isabella passou por toda essa transformação, sua família estava treinando firme para participar de corridas mais longas, como meias e maratonas. Aí, ela decidiu que também queria encarar ao menos uma vez os 21K. Apesar de achar a corrida bastante cansativa, a paulistana curtiu bastante a experiência e aumentou a intensidade dos treinos. Já com alguns quilos a menos, a segunda meia maratona foi mais tranquila. “Quanto mais leve você está, mais fácil fica correr e a sensação trazida pelo exercício se torna cada vez melhor.” Pronto, a paixão pelo esporte tinha ganhado força.

Dos 21K para os 42K
Em outubro de 2016, após se recuperar de uma cirurgia, Isabella decidiu treinar para a sua terceira meia. A prova escolhida foi a Walt Disney World Half-Marathon, que aconteceria em janeiro de 2017, e sua meta era terminar a distância em menos de 2 horas. Ela levou os treinos bem a sério, seguiu uma dieta bem equilibrada e estava pronta para alcançar essa grande marca…

Maratonista da noite para o dia

Isabella correu os 5K, os 10K (foto) e estava pronta para a Meia Maratona da Disney, mas a prova foi cancelada na véspera

Todo ano, no início de janeiro, a Disney é palco de provas de 5 km, 10 km, 21 km e 42 km, e cada corrida acontece em um dia diferente. Isabella fez os 5K na quinta-feira, os 10K na sexta e já aguardava ansiosamente para o grande dia da sua terceira meia maratona, que seria no sábado. Porém, na véspera recebeu um e-mail da organização do evento dizendo que os 21K estavam cancelados devido às péssimas condições climáticas. “Fiquei bem triste na hora. Imagine só treinar durante meses, fazendo tudo direitinho, para a corrida não acontecer. Foi uma enorme decepção”, recorda.

A organização ofereceu duas opções aos inscritos na meia: receber o dinheiro de volta ou correr a maratona, no domingo, caso o clima permitisse. Claro que a segunda opção parecia meio maluca, principalmente para Isabella, que jamais pensou em correr 42 km. “Sempre achei uma verdadeira loucura completar a distância e nunca pensei em expor meu corpo a algo tão exigente.” Mas, antes de pedir o reembolso, a corredora achou melhor consultar seu treinador. “Ele disse que eu tinha capacidade para fazer a maratona e era algo que só dependia de mim. Aí, encarei e fui!”, relembra orgulhosa.

Maratonista da noite para o dia

A sonhada medalha dos 42K

A conquista da maratona
Como não tinha feito um treinamento específico para a distância, Isabella precisou reduzir o ritmo para conseguir completar a prova. “Foram cinco horas correndo, fiquei muito exausta. No entanto, cruzar a linha de chegada foi um êxtase total!”

A paulistana revela que correu os últimos 2 km gritando, muito empolgada com as pessoas torcendo e batendo em sua mão. “Depois da maratona eu não estava conseguindo andar direito, mas foi um sentimento incrível de missão cumprida! A partir daquele momento, tive a certeza de que nada mais poderia me parar, de que o impossível não existe!”, afirma a nova maratonista.