compartilhe

0

Saúde & Beleza

Exames básicos que todo corredor deve fazer. Confira!

Médico do esporte indica quais exames básicos todo corredor deve fazer, e qual a frequência ideal para repetir os testes

Redação WRunPor
Redação WRun
exames básicos

Exames básicos para corredores (Foto: Shutterstock)

Algum dia você deve ter se perguntado se existe algum exame que deveria ter feito antes de começar a correr. Se você não se questionou, saiba que eles existem e são a segurança de que a pessoa está em plenas condições para exercer aquela atividade física sem ter uma surpresa negativa. O médico do esporte e ortopedista Dr. Thiago Righetto, de São Paulo, comentou quais são os exames básicos que todo praticante de corrida deve fazer.

“Acredito que não existe um mínimo de exames básicos necessários, todas as pessoas que vão iniciar uma atividade física devem passar por um médico do esporte e realizar uma avaliação pré-participação (APP) para atividades físico-esportivas. Nessa consulta, é feito um questionário específico para conhecer melhor os antecedentes pessoais e familiares do corredor, o que ajuda a avaliar possíveis riscos ao praticar aquela atividade”, explica Righetto.

Cosan Athenas 18K 2019:
participe da etapa RIO 16.06 ou SÃO PAULO 14.07

O médico explica que o histórico é integrado com um exame físico. Não só cardiopulmonar, mas também ortopédico, avaliando o arco de movimento das articulações, de força, equilíbrio muscular, alongamento e coordenação motora.

No final da consulta, o médico vai avaliar a necessidade de exames complementares. Alguns dos exames mais solicitados são: eletrocardiograma, ecocardiograma, testes ergométrico, ergoespirométrico e exames de sangue. “A solicitação desses exames não é a regra, mas a exceção. Há uma tendência a solicitar o eletrocardiograma na consulta – seguindo o protocolo europeu – principalmente no atleta com mais de 35 anos. Também é feita uma orientação sobre como praticar a atividade específica de forma segura e como prevenir lesões, orientação nutricional, de qualidade do sono e restrições iniciais, se houver”, conta o médico.

Segundo o médico, a periodicidade de reavaliação depende do resultado dos exames prévios, idade do paciente e tipo de atividade praticada. Mas geralmente, a APP é feita anualmente, junto com os exames complementares se necessário.

Leia mais

Agora vai! Tênis econômicos para quem quer começar a correr

Cinco segredos para melhorar sua performance na corrida

Inspiração: enfrentando obstáculos na corrida e na vida

“O mais importante é procurar atendimento médico e realizar a APP antes de iniciar a atividade física. Isso previne lesões e principalmente, morte súbita no esporte que é rara, mas acontece e por isso é bastante temida. Além disso, é mais fácil prevenir lesões do que tratá-las, visto que às vezes é necessário afastar-se do esporte por um período e fazer sessões de fisioterapia”, explica o ortopedista.

O médico ainda ressalta que cada caso deve ser individualizado e a dor sempre deve ser respeitada, se estiver forte, o ideal é parar a atividade física e procurar atendimento de um especialista. E lembra que é essencial manter uma dieta saudável, equilibrada alinhada a uma boa qualidade do sono, pois são fatores cruciais para manter um corpo saudável e pronto para treinos e/ou competições.

Fonte:  Dr. Thiago Righetto, ortopedista e médico do esporte em São Paulo.

Cosan Athenas 18K está chegando!

A Cosan Athenas 18K 2019 está dando as caras. A prova que marca a segunda etapa do circuito anual acontece no dia 16.06 no Rio de Janeiro e dia 14.07 em São Paulo. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do site oficial!

*

Por Brenda Prestes