compartilhe

0

0

Treino

O que fazer para se recuperar bem após uma prova

Entenda como a alimentação, a hidratação e uma rotina de exercícios planejada podem ajudar você a retomar os treinos sem sobrecarregar o corpo

Juliana MesquitaPor
Juliana Mesquita

o que fazer para se recuperar bem de uma prova

Vida de corredora é assim. A gente mal cruza a linha de chegada de uma competicão e já está pensando em qual vai ser nosso próximo desafio. No entanto, antes de traçar um novo objetivo e pegar firme nos treinos, é importante atentar-se a um dos fatores mais importante da corrida: a recuperação pós-prova.

Voltar a treinar forte somente depois que o corpo estiver 100% é essencial para que seu condicionamento evolua sem grande risco de lesão. E os cuidados com isso devem começar assim que você passa pelo pórtico. “A atleta não pode simplesmente parar de correr ao terminar a prova. É preciso desacelerar de forma gradativa, buscando caminhar por alguns minutos. Essa atitude reduzirá os batimentos cardíacos progressivamente e permitirá que o sangue seja bombeado para áreas do corpo que tiveram redução de captação de oxigênio durante o esforço”, ressalta Felipe Sher, fisioterapeuta que atende pelo app GetNinjas.

Após a corrida, ainda é importante caprichar na alimentação para oferecer ao organismo nutrientes necessários para a regeneração muscular: carboidratos (frutas, grãos, pães e massa integrais), proteínas (iogurte, queijo, carnes), gorduras boas (azeite, castanhas), vitaminas e minerais. Hidratar-se corretamente também é fundamental nesse processo. Motivo: a água é essencial para manter o equilíbrio do corpo e permitir a entrada de nutrientes nas células.

No tempo certo
Cada organismo age de uma maneira, por isso, o tempo de recuperação pode variar de pessoa para pessoa. “Isso é algo que depende muito do condicionamento da corredora. Quanto mais preparada ela estiver para a prova, mais rápida será a recuperação e o retorno aos treinos”, frisa Lenina Matioli, médica do esporte. No entanto, em geral, é possível definir uma média de acordo com a distância que você vai fazer.

“Algumas pessoas sequer necessitam de descanso absoluto no dia seguinte a provas de 5 km e 10 km. Elas podem fazer uma atividade leve, sem impacto. Já depois dos 21 km e 42 km é preciso esperar, pelo menos, um ou dois dias para voltar a se exercitar”, orienta Fábio Luís da Silva Monteiro, professor de corrida e musculação da academia Ecofit Club, em São Paulo.

Recuperação ativa
Os treinos seguintes ao repouso total não devem ser fortes. Nesse momento, o indicado é optar por exercícios leves. “Trotes na água, natação, hidroginástica, caminhada, ciclismo e aulas de alongamento ajudam muito nessa fase. Essas atividades vão aumentar a irrigação sanguínea e a oxigenação dos músculos, o que acelera a recuperação”, garante Fábio. “Lembrando que a musculação dos membros inferiores deve ser retomada somente após três ou quatro dias após a prova, não comprometendo, assim, o processo de reconstrução dessas musculaturas”, complementa Felipe Sher.

O auxílio da fisioterapia
Muito mais do que tratar uma lesão, a fisioterapia pode tornar mais rápida a recuperação pós-prova e até mesmo treinos. “É possível, a partir de um atendimento constante e preventivo, cuidar do corpo do atleta e não apenas tratá-lo. Hoje, contamos com diversas técnicas de terapia manual que podem auxiliar na saúde das corredoras. O pilates também é um método interessante, que busca exatamente o equilíbrio entre corpo, mente e espirito”, finaliza Sher.