compartilhe

0

0

Saúde & Beleza

Proteja seu cabelo dos danos causados pelo exercício

Conheça algumas táticas e produtos para manter os fios saudáveis e proteja seu cabelo dos danos causados pela corrida

Juliana MesquitaPor
Juliana Mesquita

proteja seu cabelo

Sol, vento, chuva, frio… Não há tempo ruim para correr, né? O problema é que seu cabelo pode sofrer – e muito – com essas diferentes condições. Sem falar nos danos provocados pela poluição, pelo suor entre outras coisas. Mas não esquente a cabeça. Com algumas precauções, dá para manter os fios sempre saudáveis e fortes para encarar o próximo treino. Confira.

Aplique óleo vegetal

Quem corre ao ar livre tem grande contato com poluentes e alguns tipos de bactérias, por isso, é importante se defender desses problemas. “Antes do exercício, use cinco gotas de óleo vegetal e uma de óleo essencial. Fazer uma camada lipídica com esses produtos ajudará na proteção da haste capilar. Aplique direto no cabelo e penteie para distribuir por toda a fibra. Depois do treino, remova o produto com shampoo neutro”, orienta Nelson Martins Carvalho, terapeuta capilar. Os óleos vegetais ainda vão auxiliar no combate aos radicais livres produzidos pelo corpo durante a atividade física. Esses agentes tiram o brilho e a aparência saudável dos fios.

Lave sempre os cabelos após treinar

Manter o couro cabeludo limpo é essencial para deixar os fios saudáveis. “Se tiver de lavar a cabeça todos os dias, procure ter equilíbrio ao aplicar o shampoo, pois utilizar muito o produto pode causar erosão no cabelo. Quando fizer uma espuma abundante, é sinal de que os fios já estão limpos”, afirma Marcos Sales, hairstylist do Studio Über – Moema, em São Paulo. Caso você corra à noite, é primordial secar bem o cabelo antes de deitar. Dormir com ele molhado favorece a quebra dos fios e o aparecimento de caspa.

Deixe os fios soltos

Prender o cabelo para correr é muito prático. Mas você sabia que deixá-lo assim por muito tempo facilita a quebra? “Manter o cabelo solto facilita a oxigenação capilar, evitando queda por tração e tricose (pontas duplas ou rompimento das fibras)”, frisa Carvalho. Você não consegue treinar sem amarrar o cabelo? Nesse caso, prefira usar  uma faixa ou grampos, e tome alguns cuidados. “Não é indicado amarrar os fios com elástico e deve-se evitar prendê-los com força. Dessa forma, você diminui as chances de trauma nos folículos pilosos e, consequentemente, a queda capilar e alopecia por tração (áreas calvas)”, salienta o terapeuta.

Livre-se do suor excessivo

Enquanto algumas atletas quase não transpiram na cabeça, outras não têm a mesma sorte. Se for seu caso, é importante primeiramente analisar a fonte do excesso de suor: estresse, escova progressiva, distúrbio hormonal e infecção cutânea podem estar entre os motivos. A partir do momento em que se descobre a causa do problema (consultando um terapeuta capilar ou tricologista), é possível traçar algumas soluções. “Pode-se utilizar argila e óleo essencial em parceria com alguns aparelhos de estética. É preciso deixar claro que a análise capilar deve ser feita por um profissional capacitado, que indicará o tratamento correto”, orienta Carvalho.