compartilhe

0

Saúde & Beleza

Dor de cabeça no treino: é normal?

Descubra as possíveis causas do problema durante a atividade física e quando é necessário procurar o médico

Redação WRunPor
Redação WRun

Dor de cabeça no treino: é normal?

Você já deve ter escutado alguém se queixar de uma dor de cabeça forte toda vez que começa a correr, fazer musculação ou alguma outra atividade que demande esforço – se é que você mesma nunca sentiu. Isso pode estar associado a vários fatores que têm a ver com o momento do exercício.

“Desidratação, respiração errada, contração muscular intensa (que pressiona os vasos e bloqueia o fluxo de sangue para o cérebro) e hipoglicemia (nível baixo de açúcar no sangue, ocorre quando você não se alimenta direito antes de treinar) são as causas mais comuns desse tipo de dor de cabeça”, diz o fisiologista Luiz Carnevali, consultor da rede de academias Bio Ritmo. Mudanças no padrão de sono – como quando você dorme horas a mais ou a menos do que está habituada – também explicam a dor, ele acrescenta.

Increva-se: Cosan SP City Marathon, dia 26.07 em São Paulo

Para muitas mulheres, o período da TPM é o mais crítico no que diz respeito aos episódios de cefaleia (nome técnico da dor de cabeça), pois derruba os níveis de estrogênio no organismo, o que também pode desencadear o incômodo.

Todos esses são casos da chamada cefaleia primária, que é benigna e geralmente desparece com mudança de hábitos – a enxaqueca também se encaixa aqui. “Mas é possível embora mais raro, que a dor seja sintoma de alguma patologia, desde infecções (como sinusite e meningite) até disfunção da ATM, trombose venosa e depressão”, avisa o neurologista Leandro Teles, de São Paulo. Esses casos, descritos como cefaleia secundária, só podem ser diagnosticados por um especialista e pedem tratamento bem focado.

VEJA MAIS:
Não pule etapas! Aprenda a evoluir na corrida do jeito certo

Porque você deve participar de uma prova de rua

O correto é observar seus hábitos para descartar os gatilhos citados. Segundo Leandro, quando a dor surgir muito forte, o ideal é suspender a atividade física na hora. Caso o desconforto persista, o correto é consultar um neurologista, que vai investigar a queixa a fim de descartar problemas sérios.

“Na hora do sofrimento, nem pense em recorrer a analgésicos na tentativa de aliviá-la e conseguir completar sua série de musculação ou treino de corrida. Além de só mascararem a dor momentaneamente, os remédios podem criar dependência e atrapalhar a investigação das causas reais”, completa Luiz.

Confira as causas mais comuns da dor de cabeça durante o exercício:

  • Desidratação
  • Hipoglicemia (por jejum prolongado ou alimentação errada)
  • Mudança brusca de temperatura
  • TPM (oscilação hormonal)
  • Hipertensão arterial no cérebro (por respiração incorreta ou contração muscular intensa)