compartilhe

0

0

Nutrição

Alimentação para os treinos de 10K

Alimentar-se de maneira adequada às necessidades do seu corpo, principalmente no pré e pós-treino, vai ajudar você a ir mais longe e obter resultados melhores nas provas.

Mariana AmorimPor
Mariana Amorim

Alimentação para os treinos de 10k

O pacote completo de uma vida saudável e ativa tem na nutrição um de seus pilares principais. “Antes e durante os treinos, evite alimentos pesados, com muita proteína e gordura, que levam mais tempo para passar pelo sistema gástrico e prejudicam o fornecimento de energia para os músculos, além de poderem causar desconforto”, alerta a nutricionista funcional Thais Ottoni, de São Paulo.

Encha o tanque do jeito certo
É sempre necessário fazer um acompanhamento individual em um nutricionista antes de definir o que você vai comer (ou não) durante os treinos. Porém, as sugestões abaixo, feitas por Renato Barbim, de Ribeirão Preto (SP) ajudam a ter uma ideia do que preparar antes e depois de correr:

Pré-treino*
– Banana amassada com farelo de aveia, mel, chia e suplemento proteico
– Pão integral, tomate picado, queijo minas frescal e orégano
– Macarrão comum com um pouco de molho de tomate e carne moída magra

Pós-treino
– Batata doce com alguma carne magra
– Iogurte parcialmente desnatado com granola sem açúcar e suplemento proteico
– Tapioca com recheio de ovos e tomate

*A quantidade dos alimentos varia de pessoa para pessoa e deve ser indicada por um profissional.

Dia D
Na data da prova, não é recomendável ingerir nada a qual não está acostumada: repita aquilo que você já fez durante os dias de treino e deu certo. Lembre-se de comer antes da corrida e hidratar-se durante o percurso. “É aconselhável que a atleta beba de 200 a 400 ml de água a cada hora de exercício”, recomenta o especialista.