compartilhe

0

Notícias

Saiba tudo o que rolou na Cosan W21K, a meia maratona só para mulheres

Evento teve cerca de 4.700 concluintes nas distâncias de 5K, 10K e 21K

Redação WRunPor
Redação WRun

Por Christina Volpe*

Celebrando a 6ª edição da Cosan W21K, corredoras de várias partes do Brasil se encontraram neste domingo (20) no Jockey Club, em São Paulo, para a única meia maratona exclusivamente feminina do país.

Criada para empoderar o público feminino em eventos de corrida, a prova se inspira nas qualidades da mulher atleta, como força, resistência e a permanente vontade de evoluir.

Apesar de levar 21K no nome, o evento acolhe também aquelas que preferem os percursos de 5K e 10K. A empresária Ana Cristina, 42, veio de Mogi das Cruzes, interior de São Paulo, com mais 12 amigas para correr a última prova exclusiva para mulheres da Iguana, de 2019. “Temos nossa turma e adoramos completar juntas a trilogia de provas femininas. Aproveitamos cada quilômetro e todas as atrações do evento, como o espaço de beleza, as lojas e as aulas de dança. Ano que vem, com certeza estaremos de volta.”

Em seus seis anos de história, a Cosan W21K acompanha, a cada edição, a tendência mundial de crescimento no número de mulheres nas corridas de rua, principalmente em longas distâncias.

A medalha da vitória

Para as corredoras que participaram do Circuito que abrange as três provas femininas ao longo do ano – WRun, Venus e W21K -, foi o momento de receber a tão esperada medalha Victory.

Wendela Duarte, 31, escolheu a distância de 10K para finalizar a jornada e conquistar a medalha especial em 2019. “As três provas foram maravilhosas e estou ansiosa para 2020. As corridas femininas têm um diferencial, por isso escolhi participar deste desafio. Agora a meta é aumentar as distâncias e correr minha primeira meia maratona na W21K do ano que vem.”

Uma manhã para ficar na memória!

Todas as participantes puderam aproveitar atrações preparadas exclusivamente para elas, tanto na entrega de kit quanto no dia da prova: manicure, cabeleireiro e o espaço de lojas, onde 15 expositores se reuniram no Plaza, como Authen, Probiótica, Pink Cheeks e Extreme Ladies.

Também puderam curtir no percurso a emocionante apresentação do taikô, os tambores japoneses. Food trucks, espaço para a recuperação das atletas no pós-prova, além de aulas de zumba, fit dance e ritmos, ministradas por professores da academia Bio Ritmo estavam disponíveis.

Encerrando o portfólio de provas femininas deste ano, a CEO da Iguana Sports, Eliane Verderio, afirma que novidades virão para 2020, sempre com a ideia de incentivar um número cada vez maior de mulheres a atingir suas metas na corrida. “É emocionante ver mulheres de todas as idades, cidades e classes sociais conquistando seus objetivos. Ganhando autoconfiança e melhorando seus indicadores de saúde. Para 2020 vamos em busca de promover momentos ainda mais especiais para todas as atletas.”

Confira o resultado dos percursos:

5K
1. Priscilla Pradines – 20:37
2. Jaqueline Fernandes – 21:12
3. Patrícia Santos – 21:33

10k
1. Genaide Oliveira – 38:44
2. Erika Costa – 41:05
3. Varinia Ferrero – 41:12 

21K
1. Marlei Willers – 01:21:25
2. Maria Rosa – 01:22:28
3. Conceição Oliveira – 01:25:20